Notícias

Carta Aberta

  • 22/03/2019

Para iniciarmos essa carta aberta, achamos importante nos apresentar para aqueles que possam não nos conhecer. O Colégio Vértice dedica-se, há mais de 40 anos, na formação integral de crianças e adolescentes, tendo como princípios básicos o respeito ao outro, o pensamento crítico, a autonomia e a responsabilidade.

Desta forma, acreditamos que a escola deve ser um espaço de diálogo, aprendizado e reflexão, no qual famílias, alunos e funcionários possam se expressar e contribuir para que o ambiente seja constantemente transformado e, ao mesmo tempo, transformador.

Portanto, reforçando esse nosso compromisso com a comunidade escolar e a sociedade, vimos através dessa mensagem expressar o nosso posicionamento, em função de vídeo publicado em redes sociais.

Reconhecemos como legítima a manifestação de opinião em redes sociais. Entretanto, como toda opinião, trata-se de um recorte de um contexto maior e mais complexo, que precisa ser esclarecido. Nossa escola está passando por uma grande reformulação de sua infraestrutura física. Esse projeto, que está em andamento, contempla melhorias estruturais para todos os segmentos, porém isso está sendo feito por etapas, respeitando os períodos de férias escolares para as reformas. No momento, estamos passando por uma das maiores mudanças, que é a construção de um prédio para todo o Ensino Fundamental I. Para isso, fizemos alguns remanejamentos temporários de sala de aula, e uma turma do 6º ano, com 20 alunos, foi realocada para o andar superior.

Entendendo que alguns alunos dessa faixa etária poderiam ter dificuldade de subir o lance de escada com suas mochilas, direcionamos provisoriamente, em virtude da reforma, dois funcionários – um dos quais aparece no vídeo – para auxiliá-los nessa subida. Cada um deles ficou responsável por ajudar até 10 alunos. Na prática, nem todas as crianças sentem a necessidade de ter esse suporte, e sobem sozinhas as escadas com seu material.

Nossa força de trabalho é composta por menores aprendizes, jovens, adultos e idosos, que estão aptos ao trabalho, capacitados para exercer suas funções e cientes de sua contribuição dentro da comunidade. A equipe de RH está atenta às necessidades de todos. Nenhum colaborador (a) é coagido (a) ou obrigado (a) a realizar funções, para as quais que não se sinta apto (a) ou à vontade. Toda a equipe também passa por exames médicos periódicos e acompanhamento de medicina do trabalho. Portanto, no caso do vídeo em questão, o colaborador, que está conosco há mais de 20 anos e sempre se mostrou prestativo, está apto a exercer esta e as suas outras atribuições.

Enxergamos o ocorrido como uma oportunidade de reflexão para todos. Diante dele, iremos reforçar as ações educativas com os alunos sobre o uso consciente das redes sociais.

Aos que se envolveram direta ou indiretamente no conteúdo postado, é importante, enquanto cidadãos, ter consciência de que nossos atos têm desdobramentos muitas vezes imensuráveis, principalmente quando falamos em alcance e pulverização das redes sociais. Por isso, a responsabilidade, o exercício da cidadania digital, o uso consciente do espaço de fala e, principalmente, a checagem da informação devem sempre balizar nossas ações, quando se produz, publica ou replica qualquer tipo de conteúdo.

Grupo Vértice de Educação