Eventos

Vértice reúne ex e atuais alunos para debates sobre transição da Educação Básica para o Ensino Superior

  • 11/09/2017

UniVértice deste ano contou com mais de 100 ex-alunos, entre universitários e profissionais já formados, que representaram 29 carreiras

Será que o mercado de trabalho está mesmo complicado? A faculdade que se cursa define como será a carreira? Quais habilidades são valorizadas no mundo corporativo? Cursar uma universidade no Brasil ou no exterior? Para sanar estas e diversas outras dúvidas dos vestibulandos, o Colégio Vértice promove anualmente o UniVértice, um encontro entre ex e atuais alunos para a troca de experiências sobre tudo o que envolve o processo de transição da Educação Básica para o Ensino Superior.

A atividade faz parte de uma série de iniciativas do Vértice para auxiliar o estudante em seus projetos de vida, proporcionando  um importante espaço para reflexão sobre seu futuro para que sua escolha seja a mais fundamentada e segura possível.

Na edição deste ano, mais de 100 ex-alunos, entre universitários e profissionais já formados, representaram 29 carreiras e contaram um pouco sobre a rotina de suas profissões e as possibilidades de atuação. No formato de palestras e mesas-redondas, o evento contou com a presença massiva dos estudantes do Ensino Médio.

Palestrante pela terceira vez, Sofia Fortes Cruz, formada em Direito pela USP, recebeu diversas perguntas sobre sua preparação para o vestibular.As questões feitas a mim se concentraram no mercado de trabalho, salário, possibilidade de exercício da profissão no exterior, entre outros pontos. Além disso, os alunos tinham muita curiosidade acerca da minha rotina de estudos para as provas dos processos seletivos, como notas, rendimento, metodologia de estudo e concentração”, conta a advogada, que garante utilizar até hoje, na vida profissional e pessoal, a habilidade de concentração que desenvolveu no período de preparação para o vestibular.

Formado em 2009 no Vértice, o engenheiro mecânico Pedro Henrique Hernandez Facchini compartilhou suas vivências, tanto profissionais quanto da época em que estudou na Poli-USP. A experiência de retornar ao Colégio, segundo ele, foi enriquecedora em vários aspectos, “vivi e aprendi muito no Vértice, por isso, poder rever os professores, funcionários e diretores e ainda ajudar os alunos a passarem com mais tranquilidade por esta etapa de tanta tensão e indecisão, foi realmente gratificante”.

Mais do que uma atividade de orientação vocacional, o UniVértice, que já é tradição do Colégio, é um espaço para trocas de experiências, conversas, aprendizado e confraternização.